Go to Top

Como cuidar do meu aquário – Parte 2

Continuando o post da semana anterior, agora aprenderemos como realizar os testes de pH e da qualidade da água no aquário. Vamos lá!

Soltando os peixes no aquário

Os peixes podem sofrer choques térmicos, de pH ou osmóticos se forem soltos bruscamente na nova água. Abra o saco onde estão os peixes e deixe boiando sem permitir que entre água do seu aquário. Após cerca de 10 minutos, deixe entrar o equivalente a um copo cheio de água dentro do saco. Repita a operação mais 3 vezes a cada 5 minutos. Então, com uma rede apropriada, retire os peixes do saco com cuidado para não machucá-los e liberte-os no aquário. Jogue fora a água do saco que os peixes vieram. É recomendável apagar as luzes do aquário por um período de 30 minutos durante o processo, evitando assim que os peixes fiquem demasiadamente agitados e que sofram eventuais agressões logo que são soltos

Testes

Muito antes de colocarmos peixes no aquário, devemos monitorar e corrigir alguns fatores de fundamental importância dentro de nossos aquários. Para isso, devemos efetuar testes na água.A qualidade de água de um aquário é vital para a saúde e sobrevivência de peixes e plantas. Uma qualidade de água ruim resultará em peixes com aspecto debilitado e comportamento alterado e colorações pobres.

Teste de pH

O pH consiste em um dos parâmetros mais importantes da água: o equilíbrio entre ácidos e bases. Um pH de 7.0 é considerado neutro. Abaixo disso ácido e acima, alcalino ou básico. Testar o pH periodicamente é muito importante, pois mudanças bruscas deste fator podem causar muitos danos à saúde dos peixes, inclusive sua morte.

A maioria das espécies adapta-se perfeitamente a níveis de pH em torno de 7.0, mas cada espécie tem um pH preferido. Informe-se com seu lojista de preferência a respeito das exigências das espécies que você deseja levar para casa e veja se são compatíveis. Durante o dia, pequenas alterações de pH ocorrem devido a processos biológicos naturais. É importante manter um bom nível de reserva alcalina (KH) para evitar flutuações de pH, especialmente quedas bruscas.

Correções

pH muito alto, acima de 7.5Causa: aquário muito novo; presença de pedras calcárias ou corais marinhos; uso de água mineral, poço artesiano, ou água de torneira muito dura; crescimento excessivo de algas; muitas plantas no aquário sem uso de CO2 (descalcificação biogênica). Solução: trocas parciais semanais de 30% com água de torneira tratada e com pH corrigido para 7.0 – 6.8 (use um acidificante para aquários). Remova qualquer objeto suspeito e diminua a quantidade de plantas .

pH baixo, menos de 6.5Causa: água de fonte, poço artesiano ou torneira que seja naturalmente ácida; excesso de peixes; alimentação de má qualidade e/ou excessiva; má manutenção do aquário; não troca do refil do filtro externo; cascalho sujo. Solução : Se a água da torneira for naturalmente ácida, você precisa corrigi-la. Para isso você pode usar um alcalinizante ou um tamponador. Certifique-se de que não tem mais que 1cm de peixe por litro de água em seu tanque, faça trocas parciais mensais de rotina de 30%, sifonando (aspirando com um aparelho chamado sifão) o cascalho. Use sempre alimentos que são até 97% digeridos pelos peixes, mas nunca deixe sobrar alimento. Lave o refil do filtro a cada 15 dias e troque-o uma vez por mês.

Em ambos os casos, altere lentamente o pH da água para evitar estresse excessivo de peixes e plantas. Nunca jogue acidificantes ou alcalinizantes diretamente na água do aquário se houver peixes. Faça trocas parciais de água de cerca de 30% semanalmente até obter o pH desejado no aquário, mas sempre corrigindo o pH da água nova antes dela entrar no aquário. Desta forma, a mudança será muito mais segura.

Teste Amônia (NH3/NH4+) – A decomposição de compostos orgânicos produz amônia (NH3) – um elemento tóxico que pode matar a população inteira de um aquário em questão de horas – e o relativamente tóxico Amônio (NH4+), e isso pode trazer transtornos incríveis ao aquarista, especialmente se o pH do aquário estiver alto. Este teste deve ser feito antes de se colocarem os primeiros peixes, e sempre que adicionar novos peixes ao aquário. Se níveis elevados forem constatados, você provavelmente, colocou muitos peixes de uma só vez no aquário; tem peixes demais; alimenta de maneira excessiva; não faz as manutenções corretas no tanque; tem filtragem insuficiente. Para solucionar esse grave problema, faça uma troca de 50% da água, mas sem sifonar. Na nova água corrija o pH para 6.8 antes de entrar no aquário..Se possível, ligue aeração no tanque para otimizar a oxigenação. Quando seu aquário já estiver maturado e equilibrado, recomenda-se que faça testes mensais para ter certeza de que nada de errado está acontecendo.

Teste Nitrito (NO2) – O nitrito é um elemento extremamente perigoso se encontrado em altas concentrações na água do tanque, e, assim como a amônia, pode arrasar a população de um aquário em pouco tempo. Testes devem ser efetuados antes e depois que adicionar novos peixes ao tanque. Caso os testes indiquem a presença deste elemento, verifique a filtragem, a população do aquário e a quantidade e qualidade de alimento que você vem utilizando. Níveis altos de nitrito estão normalmente associados a estes fatores. Faça trocas diárias de 30% em casos de níveis elevados de nitrato e veja se não há a presença de amônia na água. Se houver, corrija o pH da água a ser reposta no tanque para 6.8 – 7.0 aproximadamente. Se possível, ligue aeração no tanque para otimizar a oxigenação.

Teste Nitrato (NO3) – O nitrato não é um elemento altamente tóxico para peixes, mas em concentrações muito altas pode causar alguns problemas. Como é cumulativo, é comum encontrarmos grandes concentrações deste elemento em aquários mais antigos.
O melhor método para evitar problemas com nitrato é fazer trocas parciais mensais de 30% do total e, no caso de aquários mais antigos, onde os níveis de nitrato ultrapassarem os 100mg/l, convém efetuar algumas trocas semanais de 30% até que os níveis baixem.

Por hoje é só, no próximo post falaremos de alimentação e manutenção do aquário. Fiquem ligados!

WhatsApp Online